Rumo ao Grande Reset

Rumo ao Grande Reset

Os criadores da nova ordem mundial são espertos. Declarar o coronavírus como uma pandemia foi útil para promover a agenda do grande reset.

Por Redação em 07/01/2021

Um Grande Reset para uma nova ordem mundial. Não, não estamos falando de um filme ou série de ficção cientifica, estamos falando de um grupo de magnatas que se pronunciaram em Davos, via Fórum Econômico Mundial.

Com a premissa de “reordenar” o mundo atual, pós coronavírus (vírus chinês), a elite global explicitamente aponta 8 diretrizes a serem alcançadas até 2030.

De acordo com o Portal Mises Brasil, em artigo publicado por Antony Mueller, doutor pela Universidade de Erlangen-Nuremberg (Alemanha), entre a linha de reordenamento está a centralização total das políticas monetárias e ao fim da privacidade financeira.

E pasmem, o item número 1 da lista é: “Você não será proprietário de nada, e será feliz”. O item 2 afirma que os EUA deixarão de ser uma potência. Já o item 4 diz: “Você comerá menos carne. A carne será um luxo ocasional, e não um item corriqueiro. É para o bem do ambiente! O item 5 defende a imigração totalmente irrestrita, dizendo que o aquecimento global gerará refugiados que terão de ser recebidos e integrados sem restrições. O item 6 deixa implícita a intenção de abolir os combustíveis fósseis. Já o item 8 fala que os “valores ocidentais” serão revistos.

Segundo Antony Mueller, “com a volta dos lockdowns na Europa, mesmo com a taxa de mortalidade nas mínimas (o que tem obrigado a grande mídia a fazer malabarismo para defender a medida), o cenário vai ficando mais explícito”.

O grande reset

De acordo com o artigo publicado no Portal Mises Brasil, a ideia de confinamento imposto pela pandemia de Covid-19 acelerou os planos para restabelecer a dita “nova ordem mundial”.

“E isso não é teoria da conspiração. Já se tornou um objetivo abertamente declarado”, diz o autor Antony Mueller.

Ainda no Fórum Econômico Mundial, os formuladores de políticas globais abertamente defendem um plano intitulado “O Grande Reinício” (The Great Reset), ou ainda o grande reset, com a explícita intenção de criar uma tecnocracia global.

A pandemia serviu para reiniciar a economia global. “Se não houver resistência popular, o fim da pandemia não significará o fim dos lockdowns, das quarentenas e das medidas de distanciamento social. No entanto, o tempo está se esgotando. Os criadores da nova ordem mundial são espertos. Declarar o coronavírus como uma pandemia foi útil para promover a agenda de seu “Grande Reinício””, conclui Antony Mueller.

Para ler o artigo de Antony Mueller na íntegra, clique aqui.


Foto: Kyle Glenn.