Fintechs como Ebanx receberam R$ 500 milhões em aportes até junho de 2020

Fintechs como Ebanx receberam R$ 500 milhões em aportes até junho de 2020

As fintechs estão crescendo e há boas perspectivas para o futuro. No primeiro semestre deste ano, o setor somou US$ 83 milhões em investimentos. A Associação Brasileira de Fintechs acredita que o mercado vai expandir ainda mais depois que dois sistemas previstos para esse ano tiverem início.

Por Redação em 29/07/2020

Fintechs como a Ebanx tem se tornado cada vez mais populares entre empresários e consumidores brasileiros – no primeiro semestre deste ano, o setor somou US$ 83 milhões em investimentos (US$ 53 milhões somente entre maio e junho).

Atualmente, há 742 startups financeiras no país e elas empregam mais de 40 mil pessoas. Elas também foram responsáveis por mais de 2 milhões em concessão de crédito de março a junho deste ano.

O restaurante Bottega Bernacca, por exemplo, tem usado QR Codes para visualiação do cardápio e pagamento de contas com o objetivo de diminuir o contato dos consumidores com qualquer tipo de aparelho físico (desde o cardápio até a maquinha de cartão).

“Uma vantagem da Covid-19 é que ela ajudou a antecipar a digitalização de muitas empresas”

Wagner Ruiz, CFO da EBANX

Segundo Gabriel Carvalho, sócio do restaurante, “isso torna a experiência do cliente mais simples e menos burocrática”. Ele disse ainda que acredita que “isso continuará mesmo após o fim da pandemia.”

Wagner Ruiz, CFO da Ebanx

Wagner Ruiz, CFO da Ebanx, disse que “uma vantagem da Covid-19 é que ela ajudou a antecipar a digitalização de muitas empresas”. A EBANX é uma das maiores fintechs do Brasil, com valor de mercado acima do US$ 1 bilhão. Uma das causas do sucesso financeiro da empresa foi ela ter apostado em setores que cresceram durante a pandemia, como o de jogos online, que compensaram a queda de outros, como o de eventos. 

Perspectivas para o futuro das fintechs

As fintechs de crédito e de pagamento são as mais utilizadas no Brasil. O fato de que elas não cobram algumas taxas que bancos cobrariam é apontada por usuários como um dos atrativos.

A ABCFintechs, Associação Brasileira de Fintechs, acredita que o mercado vai expandir ainda mais depois que dois sistemas previstos para esse ano tiverem início: o Open Banking, que autoriza bancos a compartilharem dados sobre clientes entre si, e o PIX, que é um plataforma para pagamento instantâneo. 

Para mais informações, visite o site CNN Brasil.


Foto: Ebanx/Divulgação.