Como os ERP podem virar fintechs?

Como os ERP podem virar fintechs?

ERP pode virar fintech. A venda da LINX para a Stone significa que o mercado está se movimento para a bancarização do setor de software de gestão no Brasil.

Por Redação em 12/08/2020

ERP pode virar uma fintech? O que o seu negócio tem com isso? Um webinar promovido pelo Portal ERP traz um dos maiores especialistas do setor, Edson Silva, presidente do grupo Nexxera, para explicar o que é o Projeto Hubly, que vem atraindo centenas de ERPs de todos os portes e segmentos.

Ontem foi anunciada a venda da LINX para a Stone, uma transação que ultrapassou os R$ 6 bilhões. Este é apenas um sinal de que as grandes empresas estão se movimentando para o que o mercado chama de bancarização do setor de software de gestão no Brasil. Segundo o Portal ERP, esse movimento já assumiu diversas nomenclaturas, como: “Bancarização”, “Fintechrização”, “TechFinterização” entre outros.

“É um momento em que os empresários de software de gestão estão passando e também preparando suas empresas para apresentar soluções nesta linha. De forma simples, estamos sim chegando, ou posso dizer, ultrapassando a próxima fronteira da monetização do ERP, que é a monetização por serviços bancários e financeiros”, relata o site.

Sabe-se que o ERP está no coração da empresa e, desta forma, todos os processos e rotinas administrativas passam por ele. Portanto, o ERP é um dos principais geradores de transações financeiras entre empresas e seus clientes. Estas transações são enviadas ao sistema bancário que também trata deste processo.

Já imaginou um software de gestão que busca monetizar a sua base oferecendo serviços bancários e em muitos casos se tornando uma fintech? É sobre isso que o webinar com Edson Silva, que acontece no dia 27 de agosto, às 15h (Brasília) vai tratar.

Para fazer sua inscrição no webinar, clique aqui.


Foto: divulgação.