Como as fintechs podem ajudar sua PME

Como as fintechs podem ajudar sua PME

Há um movimento muito forte no Brasil que aponta que as fintechs estão se tornando as preferidas das Pequenas e Médias Empresas (PMEs).

Por Redação em 09/11/2020

Há um movimento muito forte no Brasil que aponta que as fintechs estão se tornando as preferidas das PMEs, Pequenas e Médias Empresas. Mas você sabe como as fintechs podem ajudar sua PME de verdade?

Para começar, vale ressaltar que as fintechs, empresas de tecnologia voltadas para o mercado financeiro, “vêm despontando como algumas das principais soluções financeiras do mercado, atendendo a diversas frentes, principalmente no setor de pagamentos”.

Porém, mais de 55% das fintechs são B2B, ou seja, voltadas para outros negócios, principalmente PMEs, em todo o país.

A declaração, que vem da Redação Campinas Tech, aponta uma pesquisa recente realizada pela Capterra, que contou com 349 gerentes de áreas financeiras ou de contabilidade das PMEs.

De acordo com o site, as PMEs brasileiras que utilizam fintechs na gestão, têm mais confiança nos serviços financeiros prestados do que aquelas que continuam usando apenas os serviços de corporações tradicionais.

As mais populares

Entre as fintechs mais conhecidas por pessoas físicas estão: Nubank, PagSeguro, Neon, C6 Bank, e PicPay.

Há um universo enorme de fintechs que atendem pessoas jurídicas, como: Vindi, Contabilizei, Konkero, Creditas, TuTu Digital, Biva, IOUU, Mutual, Meempresta, Kavod Lending.

As fintechs ajudam PMEs

O estudo revela que 71% das PMEs que utilizam serviços prestados por fintechs, têm nível de confiança em torno de 55%, considerado alto pelo mercado, e têm nível de confiança muito alto, cerca de 16%.

Em contrapartida, as PMEs que utilizam as instituições financeiras tradicionais, como os bancos, o índice cai para 28% e para 4%, respectivamente.

Satisfação

A pesquisa também avaliou o nível de satisfação dos clientes. De acordo com a avaliação, quando as fintechs quando dão suporte as PMEs, as pequenas e médias empresas se mostram mais satisfeitas com os serviços.

“Cerca de 57% dizem estar satisfeitos com os serviços contratados, em relação a 14% satisfeitos com o sistema tradicional”, aponta o estudo.

As fintechs caíram no gosto dos pequenos empresários?

O público que tem apostado em fintechs é muito mais amplo do que se imagina.

Mas afinal, porque este modelo caiu no gosto dos consumidores de contas físicas e jurídicas?

Segundo o Campinas Tech, as fintechs podem ser consideradas empresas “fora da caixa”, capazes de gerar soluções rápidas e práticas, e por isso atraem cada vez mais clientes.

Com operação 100% digital, atuam por meio de seus aplicativos e/ou plataformas, reduzem muito seus custos operacionais.

“O termo “fin-tech” vem do inglês e quer dizer “tecnologia financeira”, o que indica algumas das soluções geradas pela tecnologia para a área financeira de pessoas e negócios”, explica o site.

Os bancos digitais estão entre as mais populares, mas outros modelos também entram nessa linha: controle de finanças pessoais ou empresariais, cartões, pagamentos, seguros (insurtechs), investimentos, empréstimos, crowdfunding, entre outras categorias.

O fato é que as fintechs podem ajudar as PMEs, ou se preferir, pequenas e micros empresas.

Quer saber mais sobre o assunto? Então leia a matéria na íntegra.


Foto: Blake Wisz.