Inteligência de Negócios

Como interpretar dados para gerar informações úteis para as empresas. É pra isso que serve a inteligência de negócios, muitas vezes também chamada de BI ou de business intelligence, o termo original em inglês. Este canal é para apresentar conteúdos relevantes para quem quer transformar sua empresa numa empresa orientada a dados (data driven business).
Características de empresas orientadas a dados

Características de empresas orientadas a dados

As empresas orientadas a dados tem como meta nas decisões corporativas a objetividade, além de estar sempre baseado em evidências.

Por Redação em 12/12/2020

Carlos Eduardo Salvador escreveu um artigo especial para o Canal Tech: Sete Características de Empresas Orientadas a Dados. Mas afinal, o que significa ser uma empresa orientada a dados? Vamos te explicar!

“Ser orientado a dados é, antes de mais nada, ter como meta nas decisões corporativas a objetividade, e estar sempre baseado em evidências,” afirma dr. Kirk Borne, principal cientista de dados da Booz Allen Hamilton.

De acordo com o artigo, no seu prefácio para o livro Data-Driven Leaders Always Win (Líderes orientados a dados sempre vencem, em tradução literal), ele afirma que esse tipo de mentalidade engloba todo tipo de decisão em qualquer área do negócio – incluindo “produtos (fabricação, logística, colocação, precificação, e conteúdo social/móvel/de internet), processos (monitoramento, detecção, descoberta, previsão e otimização), e pessoas (funcionários, clientes, acionistas e possíveis novos clientes).”

Dessa forma, inúmeras empresas orientadas a dados já identificam que precisam ter um alguém responsável pela análise de dados na corporação. “O executivo responsável pode ter diversos cargos (e papéis) nas diferentes corporações, mas a sua importância é real. Pode ser o CDO (Chief Data Officer), o CDS (Chief Data Scientist), ou o CAO (Chief Analytics Officer),” afirma Borne.

Criativas na obtenção dos dados

Tudo gira em torno de se pensar sobre todas as possibilidades possíveis. O que para um departamento não é interessante, pode ser analisado por “dados” e se tornar uma importante informação.

De acordo com um relatório da McKinsey & Company, “normalmente as empresas já possuem os dados que precisam para resolver problemas de negócios, mas os gestores muitas vezes não sabem como podem usar essas informações para tomar decisões de crucial importância”.

É isso mesmo, nem todos os executivos de empresas no Brasil tem a capacidade de analisar dados da maneira mais eficaz para a empresa.

Embora as empresas orientadas a dados incentivem uma análise mais ampla dos dados ao serem mais específicas em relação aos problemas, são as oportunidades de resolução que chamam mais a atenção.

As empresas orientadas a dados oferecem acesso para vários níveis de força de trabalho. No entanto, “quase ninguém tem acesso a tudo,” escreve Satyen Sangani para a VentureBeat.

“Há pouquíssimas empresas que permitem que todos sejam capazes de ver tudo.”

E vejam só, estamos vivendo a era da segurança de dados. Ainda assim, “a maioria das empresas orientadas a dados é capaz de atingir um nível de maturidade em que conseguem criar processos de negócios para equacionar esse tipo de problema”.

Quer saber mais sobre o assunto? Clica aqui e leia a matéria na íntegra.


Foto: Scott Graham.